Página inicial SetaNotícias SetaAvaliação diagnóstica da rede pública estadual é independente do Ideb

Avaliação diagnóstica da rede pública estadual é independente do Ideb


04/04/2011

QUALIDADE DA EDUCAÇÃO

Avaliação diagnóstica da rede pública estadual é independente do Ideb

O objetivo da prova local é o diagnóstico detalhado do desempenho de cada escola e seus estudantes

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) esclarece que a primeira Avaliação Diagnóstica da Rede Estadual de Ensino, aplicada no dia 3 de março a todos os alunos do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e 3ª série do Ensino Médio, para verificar os níveis de aprendizagem nas disciplinas de Português e Matemática, teve por objetivo primordial obter um diagnóstico detalhado das condições de aprendizado nas escolas estaduais para, a partir dele, traçar as ações de melhoria da qualidade da educação no Estado de Goiás.

A Seduc esclarece ainda que o desempenho das escolas nesta Avaliação Diagnóstica não pode ser comparado aos resultados de avaliações externas como a Prova Brasil, que gera o Índice da Educação Básica (IDEB). O IDEB é o resultado do produto entre fluxo escolar (fator correlato que considera aprovação e permanência) e proficiência na prova Brasil (Português e Matemática), ou seja, IDEB = fluxo x proficiência.Comparar as notas da primeira Avaliação Diagnóstica com o IDEB seria desconsiderar o primeiro fator (fluxo), que altera muito o resultado.

Ações - É importante ressaltar que o objetivo da Seduc não é estabelecer comparações entre as unidades escolares a partir dos resultados da avaliação. As provas feitas por aproximadamente 160 mil estudantes da rede estadual forneceram à Secretaria da Educação dados que possibilitam delimitar e pontuar ações específicas que visam corrigir as lacunas do ensino oferecido nas escolas estaduais.

A Seduc destaca também que a partir do diagnóstico obtido com a Avaliação Diagnóstica, a equipe pedagógica - formada pelo Núcleo de Reforma, Gestão e Resultados, demais superintendências, subsecretarias e unidades educacionais - delimitou ações específicas centradas na formação dos professores nas disciplinas de Português e Matemática; produção de material didático de auxílio ao trabalho do professor; criação de um site para a troca de boas práticas entre professores e de tutores pedagógicos (sugestões de trabalho, atividades, fórum, trocas de experiências, etc); formação do tutor pedagógico, que agora acompanha de perto as escolas; apoio pedagógico intensivo às escolas; e orientação do trabalho de reforço escolar, avaliação contínua e recuperação paralela (seguindo orientações da Resolução 194 do CEE-GO).

Palavras Chaves: avaliação, diagnóstico, qualidade, Português, Matemática,

 

Acesso Rápido